Seguidores

domingo, 22 de fevereiro de 2015

VÁRZEA-RN: BEM QUE TE VI EM CANTIGA DE PASSARINHO, por João Maria Ludugero

  
 
 
 
 
 
VÁRZEA-RN: BEM QUE TE VI EM CANTIGA DE PASSARINHO,
Autor: João Maria Ludugero


BEM NÃO SABE O SABIÁ,
BEM NÃO PINTA O LARGADO PINTASSILGO,
BEM NÃO SE ASSANHA O SANHAÇO SÓ,
BEM NÃO SE APANHA O GALO-DE-CAMPINA,
BEM NÃO MANJA O PAPA-FIGO ESBUGALHADO,
BEM EUFÓRICO E AGRESSIVO SE AGITA O QUERO-QUERO OU TETÉU,
BEM IMPACIENTE É A PATATIVA DA VÁRZEA DE ÂNGELO BEZERRA,
BEM SE ANINHAM NOS VERDES JUAZEIROS O ANUM E A ANDORINHA,
BEM SE FASCINAM AZULEJADOS NAS NUVENS ESFIAPADAS
TANTO O PARDAL QUANTO O CURIOSO CURIÓ E O AZULÃO,
BEM SE ABRIGA O OLEIRO JOÃO-DE-BARRO,
BEM SE CONTENTA O CANÁRIO PELO CHÃO-DE-DENTRO,
BEM SE ACASALA O ASTUTO ROUXINOL DAS FORMAS,
BEM SE ENCANTA E SE ANIMA O BEM-TE-VIZINHO...
QUE, APESAR DOS PESARES DAS PENAS,
SEM MEDO DA CUCA ESBAFORIDA, LIBERTA-SE DO ALÇAPÃO,
E, AINDA, SE PRECISO FOR, ASSANHA ATÉ OS PELOS DA VENTA,
BEM SE SOLTANDO NA MELODIA DA CANTIGA REFLORESCIDA
DO SEBITO E DO COLIBRI PELA SEARA DE SEU BEIJA MULATO...

E HÁ TANTO PASSARINHO A ESVOAÇAR EM SUA PAISAGEM,
APESAR DE TER AS ASAS FERIDAS AOS SOLAVANCOS
DO VAPOR DE ZUQUINHA ATÉ O SÍTIO DE ZÉ CANINDÉ,
SEGUEM A TRITURAR SOB A MOELA AS PEDRAS APANHADAS,
SEM AMORTECER AS DORES ADVINDAS DO CORAÇÃO PARTIDO,
ENTRE OS AROMAS DA TERRA DE MADRINHA JOANINHA MULATO
E DE MÃE CLAUDINA, INESQUECÍVEL DAMA DE TANTAS LUZES
E CORDÕES UMBILICAIS QUE VARZEAMAM A SAGRADA SEARA
DE SÃO PEDRO APÓSTOLO, MESMO HABITANDO LONGE NA LIDA
DO AGRESTE DE SEU ZÉ BORGES E DO SINGELO RINCÃO
DA LAGOA COMPRIDA DE SEU PLÁCIDO 'NENÊ TOMAZ DE LIMA,
O HOMEM DO PITÉU DAS FACEIRAS MENINAS DA TERRA
DE SEU ODILON LUDUGERO, BENQUISTO FILHO DA TERNA
E BENFAZEJA BENZEDEIRA DALILA MARIA DA CONCEIÇÃO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário