Seguidores

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

OVELHA NEGRA? NÃO, SENHOR!


Não me perco 
na esperança,
renovo-me 
com a alma dentro
da semente,
reverdeço, germino e 
tomo gosto pelo sol.
Sei que a terra precisa de sal,
que a gota de suor é ópio 
ao corpo hostilizado.
O remédio é paliativo.
A ladainha acho mesmice.
São tantos credos à mesa, 
água,  pão e placebo. 
Cadê o vinho
e a manteiga?
Firmeza não há 
no porta-voz-do povo
que reza pela mesma cartilha,
ranço de tanto pensar torto
que não ultrapassa o ego. 
Sim, fujo do cordão dos tolos, 
da laia das marias-matracas 
que vão com as outras.
No rebanho 
de ovelhinhas brancas
não sou a negra, 
graças aos deuses,
cansei-me de repisar o sim, senhor!
Sim, senhor!?... Não, senhor!
Agora eu sou o lobo!

7 comentários:

  1. Lobo... em pele de cordeiro? ... Para pensar!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  2. Comentário de Geuza Mariah
    da Casa da Poesia:
    ME DIVIRTO COM VOCÊ...MUITO BOM!
    Geuza.

    ResponderExcluir
  3. ZAYMON ZARONDY,
    da Casa da Poesia comentou:
    Aplausos para ti. ZZ

    ResponderExcluir
  4. Este lobo é dos meus! Poema muito belo, intenso, sem falso moralismo! Adorei. És único! Que maravilha é poder te ler.
    Sou teu fã. Abraços.
    Raoni Serra.

    ResponderExcluir
  5. Norma Beatriz Nunes26 de janeiro de 2012 03:01

    Fantástico:
    "Sim, fujo do cordão dos tolos,
    da laia das marias-matracas
    que vão com as outras.
    No rebanho
    de ovelhinhas brancas
    não sou a negra,
    graças aos deuses,
    cansei-me de repisar o sim, senhor!
    Sim, senhor!?... Não, senhor!
    Agora eu sou o lobo!"

    Muito dez!!!! Parabéns!!! Disse tudo.
    Abraços,
    Norma Beatriz Nunes

    ResponderExcluir
  6. Rui Ferrucinni Marabuto Bertrand26 de janeiro de 2012 03:06

    Caro poeta João Ludugero,
    bom dia! É sempre bom vim aqui te ler. És um grande poeta. Disso já sabes. Mas saiba também que és um puxador de ideias, de um pensamento que segue livre, solto de ranços, de dogmas. Adoro tua poesia. Reverdece. Parabéns! Sou psicólogo e já te indiquei a alguns amigos. Abraço.
    Rui Ferrucinni Marabuto Bertrand.

    ResponderExcluir
  7. Gosto de tuas ideais inovadoras. Muito bom teu poema. Sem palavras. Siga, a vida é teu caminho. Sucesso! Até mais.
    Cândida Freitas,
    tua fã e seguidora de carteirinha.
    Eu queria muito ter um lobo assim! Risos.

    ResponderExcluir