Seguidores

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

O VÃO DO MOLEQUE : DE TRAVESSEIROS, TRAVESSURAS E TRAVESSIA

Poema qual pluma de ganso
brincando no travesseiro do dia
é pena que voa bem alto,
é vento que sopra vadio
poema menino moleque,

ora bolas! é rima
que salta sobre rolimãs
é lima da terra,
é limão, é pé de romã
carregadinho pomar de laranjas,
cajás-mangas, mamonas e carambolas
é verso traquina, é pirilampo
que abunda, chispa e ilumina,
é nosso brinquedo estrelado
é mais que um segredo escondido às claras
é rosa à flor da pele a catar o vento,
rimando de tanto brincar no redemoinho
menino levado da breca, sapeca e arteiro,
peralta atravessa o mundo-quebra-cabeça
com sua mania de tanger versos,

que não dorme a planejar travessuras
que vai recriando em fantasias diversas
lançando-se bem alto, em órbita, 
imaginando-se de olhos vendados
achando-se na rota de quebrar o pote
dentro do peito inquieto  
de menino cantigueiro
que pulsante grita: sou poeta!

11 comentários:

  1. Olá João.
    Vim aqui dar uma olhadinha em seus poemas.
    É bom no que faz garoto......
    Estarei seguindo você de agora em diante e sempre darei minha sincera opinião.
    Bom ano para você, cheio de inspiração.
    beijão.

    ResponderExcluir
  2. Comentário de Márcia Fernandes Vilarinho Lopes,
    da Casa da Poesia:
    E gritamos com você.
    Realmente sois poeta:
    Poema qual pluma de ganso
    brincando no travesseiro do dia
    Lindo, lindo e lindo!
    Márcia

    ResponderExcluir
  3. Caro poeta João Ludugero,
    Fui tentar selecionar o trecho que mais gostei e me vi selecionando o poema inteiro!
    Parabéns! Belíssimo poema.
    A primeira vez que visito o blog e gostei muito!
    :) Abração,
    Joyce Santos Mangabeira,
    Psicopedagoga.

    ResponderExcluir
  4. Nice Loureiro Maia4 de janeiro de 2012 16:20

    Caro João Ludu,
    Gosto muito dos seus textos. Felizmente tive a oportunidade de te encontrar e quero voltar sempre aqui. Que maravilha seu poetizar!
    Beijos,
    Nice Loureiro Maia.

    ResponderExcluir
  5. Raoni Serra disse...
    Muito interessante o Blog, uma maravilha mesmo.
    Gosto muito do que vejo por aqui. Te leio sempre, cada dia melhor!
    Hiper abraço,
    Raoni

    ResponderExcluir
  6. Comentário de Simone
    da Casa da Poesia:
    Muito lindo seu poema!
    Bjos,
    XD.

    ResponderExcluir
  7. Maria Fernanda Morais4 de janeiro de 2012 16:31

    Poema magnífico! Lindo demais:
    "é verso traquina, é pirilampo
    que abunda, chispa e ilumina,
    é nosso brinquedo estrelado
    é mais que um segredo
    escondido às claras".
    Amei de paixão sua poesia.
    És um mestre na arte de poetizar!
    Abraços,
    Maria Fernanda Morais e Souza.

    ResponderExcluir
  8. Suas palavras aderem doçura!
    Vi seus comentários em meu blog, www.blogdopauebastos.blogspot.com

    Eu fiquei impressionado, e literalmente grato pelo que o senhor disse dos meus textos.Quando alguém os lê minha felicidade ultrapassa as camadas da terra!

    Fiz novas postagens, tenho 18 anos, passei por um momento inato de inspirações textuais!
    espero que dê uma olhada novamente em meu blog!

    Pra mim sempre uma honra!

    Parabéns .. suas poesias são fantásticas!

    Por: Paulo Eduardo Bastos

    ResponderExcluir
  9. Antenor C. Nogueira5 de janeiro de 2012 03:34

    Belísssimo! Sem palavras! Muito lindo seu poema.
    Parabéns! Já te sigo.
    Antenor Castro Nogueira.

    ResponderExcluir
  10. Amartvida
    Da Casa da Poesia disse:
    Gosto imenso de ler sua poesia...
    Belíssima sempre.
    abraço bem grande
    Nina

    ResponderExcluir
  11. OI JOÃO!
    ESTE MENINO PODE GRITAR TAMBÉM QUE É POETA!
    UMA LINDEZA. AS PLUMAS DE GANSO ME DERAM SAUDADES DE MINHA INFÂNCIA.
    VOU TE SEGUIR E VOLTAR.
    UM BOM ANO PARATI.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com/

    ResponderExcluir