Seguidores

sábado, 4 de fevereiro de 2012

VAMOS AVOAR?


Vamos avoar?
Voar... voar livre, 
com asas arteiras soltas,
voar alto, voar avante
desdobrado pelo vão
dentro dessa minha gula
nesse mistério infinito 
na minha imaginação.
Aquecendo a utopia,
amor tecendo dores...
Pouco importa agora 

se minhas  asas são de anjo
ou seriam de dragão.
Careço de um horizonte
só pra alinhar meu destino, 
pra não poupar coração.
Cansei de ser mais um Ícaro
descolando asas ao sol.
Quero voar sem ceras,
até fora da asa,
sinceramente.

7 comentários:

  1. A liberdade física, emocional, e espiritual é o que nos faz sentirmo-nos "gente"... Voe mesmo nem que seja apenas na imaginação!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  2. Comentário de Geuza Mariah,
    da Casa da Poesia, 28 minutos atrás:
    Belo e gostoso voo.
    Geuza.

    ResponderExcluir
  3. Sueli Rodrigues da S. Simão4 de fevereiro de 2012 07:55

    Sueli Rodrigues da S. Simão disse:
    Sim... voei... voei alto sobre SERRAS, vales e montanhas... voei rasteiro sobre belas planícies... senti o perfume das flores do campo e das flores audaciosas das montanhas...
    Belo voo para um Sábado de Sol... muito iluminado e tentador seus versos.
    Su.

    ResponderExcluir
  4. Sil Villas-Boas disse...
    João,
    Que continues a voar ao infinito cada vez mais alto, além da sua visão e do seu pensamento. Que tua imagin(e)ação viva além do universo.
    Bjusss e bom findi
    Sil

    ResponderExcluir
  5. Comentário de Marisete de Oliveira Haua,
    da Casa da Poesia:
    No voo da nossa imaginação a tudo podemos,lindoooooooo!!!

    ResponderExcluir
  6. Comentário de Beatriz Prestes,
    da Casa da Poesia:
    Lindo!!! Impetuoso!
    Sem medo de ser feliz!!! rs
    Parabéns
    Bea

    ResponderExcluir
  7. Bom demais! Tua poesia é sensacional!!! Abraços.
    Raoni Serra.

    ResponderExcluir