Seguidores

sexta-feira, 10 de junho de 2011

QUE NEM CARANGUEJO

Empresta-me tua carapaça,
Pois no amor vou cravar as patas!
Se por acaso, chegar a perdê-las,
Tem nada não, é um meio de defesa!
Elas se regeneram, 
Nascem outras no lugar.
João Ludugero
O medo de amar
Impõe travas ao peito.
O coração encouraçado
Mais parece um caranguejo.
Anda de lado, debanda,
E para trás, com medo,
Só sabe recuar, recuar...
Convencido de que o tempo
Transmuda em nós o desejo,
Sigo na lida, avanço destemido,
Há dias em que imito o crustáceo,
Se há riscos, enfrento-me primeiro
Meto o pé na lama mangue a dentro,
Desengonçado, caranguejo-me. Por que não?
Recorro ao chão lamacento,
Nobremente ergo gesto evoluído.
Abro os olhos embaçados, miro longe,
Tenho nas mãos armadura espessa,
Me articulo para encarar o amor.
Depois do atoleiro, estou aprendendo
A me virar sozinho. Disposto, vou em frente,
Não fraquejo. Deixo vir os dias futuros, incertos, 
Com seus passos tenazes, sabe lá Deus!
Pois na arte do versejo, escudo-me.
Tenho lá as minhas manhas.
Sou forte, tenho traquejo,
Não vou mais encalacrar-me,
Comichando-me nos medos.
Amar de novo, eu consigo,
Afinal eu sou da terra
Do prudente desertor. 
Ó meu caranguejo uçá,
Quero fazer como fazes,
Saindo do frio fosso da lama,
Careço lavar a alma,
De frente e verso,
E até pelo avesso, inteiro,
Quero aprender a ser forte.
Nas lutas do amor exposto,
Quero aprender contigo,
Amanhã não, hoje mesmo.
Empresta-me tua carapaça,
Pois no amor vou cravar as patas!
Se por acaso, chegar a perdê-las,
Tem nada não, é um meio de defesa.
Elas se regeneram,
Nascem outras no lugar.

26 comentários:

  1. Oi João, desculpe a demora em responder pois estou com minha filhota pet Serena com problemas sérios de saúde e, estou sem cabeça para blogar, mas estou me esforçando. Bem, seja muito benvindo, obrigada pelas palavras gentís e por ter gostado de meu bloguxo. Se gostar de meu Award ou qualquer outro mimo de meus blogs, por favor fique a vontade para trazê-los para o seu.
    Um grande abraço e assim que eu tiver um tempinho, voltarei para ler suas Poesias com calma, viu. Fique com deus.

    ResponderExcluir
  2. lol

    Nunca mais como caranguejo...lol As tuas elucubrações continuam a surpreender-me. Olha que não é fácil!!!

    Muito bom!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ludugero

    Um poema que é uma forma positiva de encarar a vida.Tenho traquejo, nunca mais vou encalacrar-me...Bem visto!

    Abraço
    Olinda

    ResponderExcluir
  4. Eu também gosto de caranguejo e do seu poema marítimo. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  5. agarrar-se ao amor e seguir..
    tentar e viver..
    belos versos Ludugero..
    beijos e bom findi

    ResponderExcluir
  6. Que você tenha um lindo final de semana e que o amor esteja sempre presente em sua vida...

    Doces Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  7. Oie Sou Fábio Mariz do BLOG (Mariz.Moda), achei seu blog o máximo, já estou seguindo visite o nosso e seja um seguidor!

    #ABRAÇOS

    (http://www.marizmoda.blogspot.com)
    nossos twitter: @FabioMarizReal & @MarizModa

    ResponderExcluir
  8. Menino Apressadinho!!!!!!!!!!!!!
    "Pois no amor vou cravar as patas!
    Se por acaso, chegar a perdê-las,
    Tem nada não, é um meio de defesa.
    Elas se regeneram,
    Nascem outras no lugar."
    Assim é o amor...tantos se vão...mas sempre nasce outro no lugar...na intensidade do sentir...
    Fico feliz te ver lá no meu cantinho...deixas uma riqueza tão grande...me deixas flutuando,rsrsrs,pena que vc é muito apressadinho.
    Bjs para aquecer teu blog!
    Ainda me conheces?

    ResponderExcluir
  9. Novamente, eu , a deliciar-me com a tua poesia!
    Abraço Amigo

    ResponderExcluir
  10. Bom dia amigo Ludu... êta êta que escrito porreta esta do caranguejo... vim dar uma beijoka com gosto de camarão a alho e óleo kkkkkkkkk e dizer que estou te esperando amanhã na Ilha para o arrasta pé do meu niver.... beijosssssssssss

    ResponderExcluir
  11. João,obrigado por suas palavras e por fazer parte do meu blog, os seus comentários com certeza vão enriquecer muito mais as minhas páginas. Já estou te seguindo e como o caranguejo cravo minhas patas na cultura e no amor. grande abraço

    ResponderExcluir
  12. Olá querido,
    desculpa a demora de vim te visitar e pela minha ausência no meu blog, tive um probleminha, mas agora estou de volta com força total.
    Gostaria de te convidar para vê o vídeo novo da minha personagem cômica menina limão,
    ela tem vários vídeos, esse é um o mais recente.
    Fica com Deus e bom final de semana. Divirta-se!!! bjs

    P.S: se puderem repassem para seus amigos, obrigada!!!!

    http://www.youtube.com/watch?v=bwJk419Uc0s&feature=related

    www.meninalimaoem.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olá Divo,

    Viemos convidá-la para conhecer o Blog “de Divas para Divas”

    Apareça:

    http://dedivasparadivas.blogspot.com/

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Muito bom seu texto. Passei pra conhecer seu blog, gostei muito.Parabéns.

    ResponderExcluir
  15. QUERIDA AMIGA LINDALVA,
    PARABÉNS PRA VOCÊ!
    ÓTIMO DIA COM TODOS OS SÓIS,
    COM TODAS AS LUAS...
    ESTRELA D'ALVA, LINDA DE VIVER!
    CONTINUES ASSIM A ALUMIAR,
    A FOSFORESCER A VIDA DA GENTE
    COM TUA ALEGRIA, BRILHO E BELEZA.
    AGRADEÇO AO SUPREMO ARQUITETO DO UNIVERSO
    POR TER TE CONHECIDO.
    MUITA PAZ E BEM.
    MUITO AMOR, HOJE,
    AMANHÃ E SEMPRE!
    FELIZ IDADE NOVA, LINDALVA!
    SINCERAMENTE,
    SEU AMIGO JOÃO LUDUGERO,POETA.
    ESTAMOS EM FESTA,
    É SEU ANIVERSÁRIO!
    TIM-TIM!!!!!

    ResponderExcluir
  16. Olá João, que tudo esteja sempre bem contigo!
    É por isso que temos memória, pois lembrar os erros passados nos faz não querer repeti-los, e ainda assim é o melhor aprendizado, no viver do dia-a-dia, ainda que um momento ou outro sofra revés, não desistimos, afinal somos os animais pensantes!
    E teu textos sempre de maneira comparativa as situações do viver, e muito faz pensar!
    Belos textos sempre! Assim eu desejo a você e todos ao redor dias de intensa felicidade, grande abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  17. Lindo poema João, a gente sai com gosto de quero mais. Bjs.

    ResponderExcluir
  18. Welcome to my blog and many thanks for so kind words!!!
    Although it is easy to understand a poem by the translator, you write very nice!
    Many greetings from Greece

    ResponderExcluir
  19. Obrigado por seguir meu blog. Estou seguindo-te também. Sempre estarei por aqui.

    http://deletrasasentimentos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Hola amigo.
    Muchas gracias por visitar mi blog y dejar tu amable comentario.
    Un fuerte abrazo.
    Ricard

    ResponderExcluir
  21. O coroação sempre se regenera, de amores desfeitos; assim como as patas do caranguejo.
    Medo pra quê?
    Sou mais ou menos assim até porque, tenho o caranguejo como símbolo do meu signo.
    Obrigada pela visita e por seguir-me.
    Parabéns, admiro os poetas, pois sabem dizer em simples palavras o que sentimos e não sabemos expressar .
    Uma bela semana . Abraços. Edna.

    ResponderExcluir
  22. Que belíssimo este texto!!! Expressivo, leve, tudo de bom!!! Abraço e já levei teu link, este espaço é ótimo!!!

    ResponderExcluir
  23. Gracias, João Ludugero, por vistar mi blog. Me encanta la manera como me haces la invitación a hacerlo al tuyo. Gustoso la acepto. Saludos desde Santo Domingo,
    Jochi Muñoz

    ResponderExcluir
  24. Olá João parabéns pela linda poesia, aliás como todas que escreve...és um verdadeiro poeta.
    Como caranguejo ou não nunca deixe de amar!
    Querido tenho acompanhado seus posts, mas nem sempre com tempo para deixar umas palavrinhas, me perdoe.:)
    Senti sua falta também lá no meu /nosso mundinho:(

    Um grande beijo e que tenha uma semana de paz e muitas alegrias.
    Rosa

    ResponderExcluir
  25. Hola, un hermoso poema lleno de tu sentir que es un placer para el alma leerlo. Te dejo un beso, cuidate. Gracias por dejarme tu huella.

    ResponderExcluir