Seguidores

domingo, 26 de junho de 2011

UM SALTO MUITO BAIXO PARA ARRANHAR O CÉU

Que há isso há.
Ressalte-se 

Que há saltos e baixos.
Há saltos altos e muito baixos.
Arrasantes!
Verbis gratia:
Como foi o caso do pobre Sabino,
Homem rico, desses do tipo trilionário,
Mas que não dava furo em jornais ou mídia.
Decidiu, pois, um dia roubar a cena:
O sujeito subiu nas tamancas, e furioso,
Visitando seu alto edifício, deu um voo rasante.
Mas não tendo asas (coitado, esqueceu-se disso),
Escafedeu-se numa queda-livre
Em prol de sua amada, que, exigira o ato,
Digo o salto, em nome de um tal amor próprio
Jogado fora, do topo do arranha-céu
Empurrado ao fosso do abismo:

 Plaft, pluft!
Era uma vez Sabino que se desencarnou
Presente num salto muito baixo,
Tudo porque levava uma vida de mentirinha.
Até que enfim estampou capa de jornal da tarde, 
Em letras garrafais:
HOMEM SE ATIRA DO SEU MAIS ALTO EDIFÍCIO,
COMETENDO SUICÍDIO, NUMA 'PROVA DE AMOR',
DEIXANDO UMA FORTUNA INCALCULÁVEL.


Ele só tinha isso. 
Pobre Sabino!

16 comentários:

  1. Coitado do Sabino!
    Muito bom, camarada!!!!!!!!!!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  2. Lindo!!! João...

    Aliás como tudo que leio de ti...

    Mas, o pobre Sabino já estava morto quando pulou... Não é?

    Beijocas-pura-admiração...

    ResponderExcluir
  3. life is sacred to me !!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Vida de mentirinha pode dar nisto mesmo.
    Bravo poeta, sempre nos enconta com seus poemas.
    Um abraço
    oa.s

    ResponderExcluir
  5. Poeta João,
    Que saltp mais baixo esse do Sabino. hein!?
    Pobre homem rico. Mas ele só tinha dinheiro. Vida que é bom, nada. Assim, escafedeu-se!
    Belíssimo e reflexivo texto.
    És nuito bom com tuas palavras!
    Boa semana!
    Joyce de Lourdes Ventura

    ResponderExcluir
  6. Muito bom seu texto! Inteligente e bem bolado.
    Gosto do que escreves. Por isso sou cada dia mais teu fã! Abraço,
    Zeca Bellotto Neves

    ResponderExcluir
  7. Amor próprio em função dos outros é a mesma coisa que anulação. Tem gente que vive de anular-se em prol da cara-metade. Numa hora a cara despenca inteira e não sobra nada pra juntar o presunto.
    Seu texto é mesmo um grande texto. Ele nos leva à reflexão! Tenhas uma ótima semana!
    Tu és para mim um grande escritor. Voltarei para te ler mais, com demora. Mega abraço,
    LEÔNIDAS JOSÉ ABRANCHES
    Rio de Janeiro - RJ.

    ResponderExcluir
  8. ui Ludugero! que forte hein..
    muito bom..
    beijo e boa semana..

    ResponderExcluir
  9. Então, camarada!

    Estou participando de um concurso literário e preciso de votos. É simples. Se você tiver facebook entre na sua conta e acesse este link:
    http://www.conteconnosco.com/trabalho-detalhe.php?id=622

    Daí é só logar na página do lado direito no topo "login with facebook" e votar no botão vermelho abaixo da foto. Para ir ao texto vai na categoria escrita. O texto é M. de Ricardo Barbosa.

    Conto com sua ajuda!

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  10. Olá Poeta...

    Que sempre tenhamos a supremacia de viver o amor-próprio, assim, nunca estaremos vazios, como Sabino, caindo na própria armadilha que desenhou. Deveras ser poeta-trilionária, vivendo com grande amor-próprio,o quanto voaria a muitos mares luzentes... onde poetas geram seus poemas e os trazem para que nós mortais nos deliciemos. Porque ser poeta do teu gênero é admirável! Uma ótima Semana cheinha de Amor e inspirações.
    Bjkas :)

    ResponderExcluir
  11. Muito bom seu texto!
    Boa semana!

    ResponderExcluir
  12. Com certeza a "amada" era a única herdeira dessa "fortuna incalculável"...rs

    ResponderExcluir
  13. Olá João poeta
    Texto intrigante e interessante.
    Coitado do Sabino:)

    Estou passando também para dizer que tem um presentinho lá no blog para você, se quiser é só apanhá-lo.

    Bjs e ótima semana

    ResponderExcluir
  14. Olá Ludugero!
    Muito obrigada por sua visita a meu blog e suas encantadoras palavras.
    Gostei muito de tudo que li no seu e voltarei com tempo para apreciar postagens mais antigas.
    Acompanhá-lo-ei com todo o gosto amigo, e vc será sempre bem-vindo no meu cantinho.
    Beijinho

    Janita

    ResponderExcluir
  15. Olá mi amigo, vine a dejarte un saludo, sorprendente lo que has publicado, hay que ser muy valiente o muy cobarde para cometer un suicidio. Tan hermosa que es la vida.
    Un abrazo
    De Tu amiga de Venezuela

    (¯`v´¯)
    `•.¸.•´
    ¸.•´¸.•´¨) ¸.•*¨)
    (¸.•´ (¸.•´ .•´¸¸.•´¯`•-> ♥Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ SOYPKS Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ♥

    ResponderExcluir