Seguidores

segunda-feira, 2 de maio de 2011

À MINHA MÃE MARIA



(Mãe e filho-Gustave klimt)

Quando a noite chega,
Sinto falta da tua mão
A me endireitar  
No leito dormente a me acobertar.
Mão que não me chega mais
A secar o suor do meu rosto febril,
A apertar minhas bochechas
Vermelhas das traquinices do dia.
Mão que me fazia cafuné
A me acalentar das agruras da lida
Ao me tomar a devida lição de casa
A me fazer os apontamentos,
A me ditar como seria a vida,
A me ensinar como se escrevia amar
Ao conjugar o maior amor do mundo, 

A partir do calor da tua mão
A me adormecer as dores,
A me curar os cortes e os arranhões
Com um simples beijo,
A falar baixinho das fantasias
E devagar me acariciar,
Só para que não despertar
Tão cedo ainda
O seu eterno menino.
E, assim, mesmo sabendo
Que não vais mais voltar,
Ainda sinto tua mão a me acalmar
E sei que terna ela ainda me chega
Quando a seguro mesmo invisível
Destra a me orientar.
Daí procuro a nascente
E adormeço confiante

A papar meus bichos de criação,
Sem medo dos monstros,
Ouvindo-a me ninar,
Nela minha mão depositando.
Nem dá pra estimar
Quanta saudade que sinto
Do meu anjo da guarda,
Que ainda tanto me sentinela
Pela vida a dentro.

36 comentários:

  1. Mães nunca deixam de sê-lo, ainda que não estejam mais por perto - sempre estão.

    Lá no meu Pote tem um pouco de Neruda, visse?

    ResponderExcluir
  2. E como disse Pablo Neruda:

    "TEU RISO
    A minha luta é dura e regresso
    com os olhos cansados
    às vezes por ver
    que a terra não muda,

    mas ao entrar, teu riso
    sobe ao céu a procurar-me.
    e abre-me todas as portas da vida."

    Não precisa se dizer mais nada.
    Tenha uma semana supimpa.
    Deixo aqui meu forte abraço
    E o parabenizo, mais uma vez,
    por este belíssimo poema
    que fez para sua mãe.
    Abs,
    Norma Suely Karlsons Mitra Canabarro
    UnB - Brasília-DF.

    ResponderExcluir
  3. Olá adorei teu blog, lindo mesmo. Parabéns. Fique a vontade para fazer uma visitinha ao nosso “Alto-falante” e seja mais um membro. Você é nosso convidado especial. http://poetarenatodouglas.blogspot.com/.
    Um grande abraço!

    Renato Douglas!

    ResponderExcluir
  4. Mãe palavra bonita
    Sorriso aberto em flor
    Meiguice que nos sacia
    Coração que esquece a dor.

    Hoje sinto falta da minha Mãe.

    ResponderExcluir
  5. Uma homenagem maravilhosa à tua mãe...Linda! abraçoa, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  6. Que linda Homenagem!
    Mãe é aquele AMOR que só dá!
    Que guarda o seu "menino" no coração,INCONDICIONALMENTE!!!
    Beijo.
    isa.

    ResponderExcluir
  7. Feliz a mãe cujo o filho lhe consegue escrever palavras assim. Pode ter orgulho:)

    ResponderExcluir
  8. Lindo, lindo, lindo demais! Você poeta é o cara, digo um grande filho. Com seu poema me deixou muito emocionado, pois acabei de perder a minha mãe. Amei seus versos, cada palavra da sua oração. Sua poesia me conquistou. Sou seu fã e continuarei vindo aqui, matar a minha sede de poesia. Tenha uma ótima semana, menino!
    Forte abraço,
    Josué de Castro Gonçalves
    Professor de Filosofia

    ResponderExcluir
  9. João, quanto significado e sensibilidade neste harmonioso poema.
    Obrigada pelas suas palavras, lá no meu canto.
    Abraço
    oa.s

    ResponderExcluir
  10. M.,Muito obrigado! Realmente minha mãe Maria foi e continua sendo o maior amor do mundo. Sinto mesmo o maior orgulho de ser seu filho. Dá pra sentir isso no que tentei dizer com minhas palavras simples. Forte e iluminado abraço.
    João.

    ResponderExcluir
  11. OA.S, meus sinceros agradecimentos pelas sempre gentis palavras, de apoio e carinho ao que escrevo. Este poema é um presente para todas as mães do mundo. Deixo aqui meu abraço e meu respeito a elas, com muito amor. Tenha um dia lindo e uma semana cheia de luz e paz.
    Mega abraço,
    João.

    ResponderExcluir
  12. CHICA,
    Obrigado, amiga por prestigiar com sua presença meu blog. Seja sempre bem-vinda, a iluminar mais este cantinho. Agradeço de coração suas palavras de carinho e lumonosidade. Te gosto muito. Volte sempre! Fiz este poema ontem à noite para homenagear minha mãe e estensivo a todas as mãos do planeta.
    Hiper abraço. Jpão

    ResponderExcluir
  13. Luis, Meu Caro Amigo,
    Bom dia!
    Sua mãe com toda certeza está olhando por você de onde ela esteja, certamente num reino de muita luz e paz. Além de estar dentro do seu coração gigante. Felicidades, meu amigo. Obrigado pela presença aqui no meu blog. Volte mais vezes, pois senti sua falta. A Casa é sua!
    Tenha uma semana feliz, com saúde e alegrias duradouras. Mega abraço, João.

    ResponderExcluir
  14. Querida Amiga Isa,
    Obrigado por suas lindas palavras. Realmente o amor de mãe é um dos mais verdadeiros, e como é incondicional! Que amor mais profundo, tão grande no coração da gente. Deixo aqui meu abraço e sinceros agradecimentos pela sua iluminada presença aqui no meu cantinho. Volte mais vezes, sempre. Grande abraço. João, seu mais novo amigo.

    ResponderExcluir
  15. Caro Renato,
    Que bom que gosta dos meus poemas, dos meus textos. Volte mais vezes a nos visitar. Agradeço de coração. Sempre terei novidades por aqui. Venha e deixe seus primorosos coments. Tenha um dia bem feliz!
    Abraços,
    João.

    ResponderExcluir
  16. Ai! Que saudades de minha mãe, Senhor! Ludugero, que falta que ela me faz! Ela era o meu tudo! Agora estou aqui, só sem ela. meu abraço!

    ResponderExcluir
  17. Mãe é pra sempre! Não há nada mais confortador que colo de mãe. E o beijinho sarador é único, nenhum remédio tem esse efeito. Linda sua homenagem, póstuma
    Sigo-te João e obrigada pela visita.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. joao muchas gracias por pasar por mi blog y comentar.

    tus poemas son geniales, felicitaciones amigo.

    que tengas una buena semana :D

    ResponderExcluir
  19. Estou conhecendo seu blog hoje.
    E tomei a liberdade de segui-lo.
    Amigo eu amei seu poema das mães se incomodaria de devidi-lo comigo?
    Com todos os seus direitos autorais lindo por demais !!
    Quero muito ser sua amiga vou te espera no meu cantinho.
    Uma linda tarde beijos meus,Evanir.

    www.aviagem1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. .

    Cara, eu estive afastado de minha
    mãe o suficiente para saber o que
    é perder o movimento das pernas e
    dos braços. Até o meu coração alterou
    o seu compasso com a sua ausência.
    Tão logo o tempo descuidou eu fugi
    por entre os meus afazeres e deveres
    e fui ter com ela. Ali, no lugar de
    sempre; na mesma cidade e bairro, na
    mesma casa onde eu fui menino e rapaz
    ela me esperava. Nada dissemos um
    para o outro, só nos olhamos e nos
    entregamos a um abraço tão grande,
    que até agora sinto o seu cheiro e o
    calor do seu colo, como se um bebê eu
    fosse, ainda.

    silvioafonso




    .

    ResponderExcluir
  21. Seu blog é muito bom por isso vim até o seu espaço e gostei muito do que li por aqui. Tenho um blog Tb gosto d++ de poemas. E estou te seguindo. Bejs Déia.........

    ResponderExcluir
  22. Vim agradecer a visita e o convite.Bonito poema,as mães devem ser homenageadas os 365 dias do ano.Parabéns!
    Boas energias,paz,saúde,sucesso!
    Mari

    ResponderExcluir
  23. O amor de mãe é incondicional ...bela homenagem!

    Um beijo e agradeço tua visita!

    ResponderExcluir
  24. Que bom poder estar aqui lendo essa maravilha de poema feito para a mãe aquela que mesmo fora nos acaricia com as boas lembranças que temos!
    lindo gostei demais!
    beijo

    ResponderExcluir
  25. Esse anjo permanece aqui, mesmo quando suas asas o levaram, a contra-gosto, para outro paraíso. Fez uma linda homenagem, realmente.

    ResponderExcluir
  26. Gostei muito das suas poesias: elas me transportaram para um mundo simples e belo. Sei lá se entendo de poesia, mas foi assim que me senti, lendo algumas por aqui.
    Parabéns, João, e a homenagem a tua mãe é muito linda..

    ResponderExcluir
  27. Você me visitou e deixou um comentário que é o mesmo em outro blogs, não gosto muito, mas mesmo assim vim conhecer seu blog. Gostei do que li.

    Uma vez fiz uma postagem sobre comentários colados, pessoas que não leem o que escrevemos,essa história de estar sendo seguido...

    Ao não sigo blogs eu persigo os blogs que gosto de ler. E quem sabe estarei por aqui outras vezes, porque gostei da sua forma de escrever.

    ResponderExcluir
  28. Muito bom seu blog, assim que tiver um tempo maior vou ler os outros textos.vlw

    ResponderExcluir
  29. Foi bom ficar por aqui..

    Tudo lindo...

    Foi bom ver-te neste dia tão especial .
    Dia de Saudade à Mãe que partiu mas que continua no meu coração
    beijos

    ResponderExcluir
  30. POETAS EXISTEM PARA SEREM SEGUIDOS, SÃO AS ANTENAS DA RAÇA. MINHA INTUIÇÃO ME CONTOU PARA ACOMPANHÁ-LO.
    AS MÃES NOS DEIXAM PARA SEGUIR O CAMINHO DELAS, MAS SÃO O QUE DE MAIS FORTE EXISTEM EM NÓS. SUA MÃE É ABENÇOADA ONDE QUER ESTEJA, O FILHO A ENTERROU.
    GRANDE ABRAÇO INSPIRADO EM VOCÊ.

    ResponderExcluir
  31. Muito lindo, emocionante... parabêns!!!

    Tenha uma ótima noite.

    ResponderExcluir
  32. Prezada Paula Barros,
    Agradeço por ter gostado dos meus textos. Volte sempre que desejar e se isso lhe aprouver, se lhe apetecer ler minha poesia. Que possa "perseguir" meu site e sentir-se bem estando aqui. Saiba que a casa é nossa! Seja,pois sempre muito bem-vinda! Obrigado pelas palavras de carinho e apoio. Vou gostar de tê-la visitando meu blog e aqui deixando seus coments.
    Mega abraço,
    João.

    ResponderExcluir
  33. Nossa, como é lindo esse teu poema dedicado a tua mãe. Sinto muito querido que ela não esteja mais presente. Eu sou mãe e amo ser, acredito sim, que todas nós somos anjos e que não deixamos de ser após nossa partida. Um beijo muito grande em seu coração lindo! Obs: Até chorei...

    Bjs

    ResponderExcluir
  34. Sem palavras....Maravilhosoooooooooo!
    Parabéns poeta, tudo aqui é lindo!
    Obrigada por sua visita e comentário!
    Abraços
    Gena

    ResponderExcluir
  35. Hola amigo!

    Perfeito!

    Muitas mãos estejam nos guiando nesta vida, entre ruas, entre vidas, entre lidas.

    Bjs na alma poeta.
    Excelente final de semana.

    ResponderExcluir