Seguidores

domingo, 18 de setembro de 2011

PROEZAS AO LUSCO-FUSCO

Rosa menina faceira
Da cor do juízo que me leva ao pecado,
Diva morena que me queima
E me espeta a pele, de súbito.
Comparando boca e flor
Há tanta vermelhidão, constato,
Que chega a formar outra cor de encanto.
Dominado, entro em êxtase
No terreno da imensidão me curvo
A esse estranho amor encarnado. 
 Teus lábios, ainda que semicerrados,
São um convite infinito à liberdade.
Dou-te cartaz, teu olhar me algema,
E tens o condão de me prender numa cela aberta
Numa camisa-de-força, louco e lúcido, ávido
Coração a dentro, veias, vasos e capilares,
Nem tento fugir, desvencilhar-me
Ou profundo mergulhar 
Nas águas verdes-musgo
No açude do Calango, nem pudera,
Pois num beijo mais que ardente
Me levas a molhar a alma incandescente
No açude nascente de tuas proezas.
E logo o sol poente vem se deitar no teu colo desnudo,
E ao lusco-fusco laranja adormeço pagão feito um anjo
Nesse solene e divino crepúsculo estelar,
Mergulhado pleno no carmim da tua boca de Vênus.

13 comentários:

  1. Que de jolis mots...
    Bon week-end, gros bisous.

    ResponderExcluir
  2. Poeticamente correto para demonstrar o Amor sentido e oferecido entre seres que se buscam e se amam na entrega total! Belíssimo!
    [ ] Célia.

    ResponderExcluir
  3. É uma poesia-dançante!
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Nossa!! Delirei com tua poesia...demais! Abraços

    ResponderExcluir
  5. hii salam kenal iya dari vira .. :)
    jangan lupa mapir keweb vira iya di http://www.rumahkiat.com/ vira mau berbagi pengalaman nih.:)
    wah bagus juga iya blog ka2 ... ^_^ good luck iya..
    SALAM BLOGER INDONESIA!! ^__^

    ResponderExcluir
  6. João,
    que poema belíssimo!
    Parabéns!Que texto bom,
    o que há de melhor!
    Grande abraço
    e mais uma vez parabéns!
    Leônidas Sanseverino Bento,
    UnB - Brasília/DF.

    ResponderExcluir
  7. Caro Poeta Ludugero,
    Boa tarde!
    Te achei lá no Jardim dos Girassóis. Agora vou te seguir direto aqui no seu blog, completo. Parabéns pelos belíssimos posts. Que poesia!
    Sensacional. Abraços,
    João Carlos Souza Prestes,
    Estudante de Direito.

    ResponderExcluir
  8. ZAYMON ZARONDY fez um comentário sobre sua postagem no blog em Casa da Poesia:
    Um idílio poético que arrebata a alma e o coração.
    ZZ

    ResponderExcluir
  9. Olá Poeta do coração...

    E "desvencilhar-se, ou tentar fugir"...Pra quê?! Tão extasiante!!! rs
    Bjks no coração e linda semana!

    ResponderExcluir
  10. Amei de paixão seu poema!
    Lendo-te tenhos orgasmos múltiplos, alma adentro. Tu és lindamente único!
    Bárbara Tao-Tsé Yang-pin,
    Abraço carinhoso.
    Até logo mais!

    ResponderExcluir
  11. Que maravilha teu poema-filme!
    Tu és um grande roteirista, sabia?
    Adorei seu poemaço. Bom demais!
    Abração,
    Thiago Mendes,
    Brasília-DF.

    ResponderExcluir
  12. Cada dia te superas com teus poemas.
    És mesmo merecedor de aplausos. E que proeza!
    Continues assim escrevendo o AMOR. Belíssimo poetizar!
    Nilson Fogaça Monteiro,
    Escriror.

    ResponderExcluir
  13. Ah, como eu te invejo ó poeta Ludugero!
    Eu queria tanto ter feito esse poema... Mas me contento em ler-te! Tu realmente és o cara. E como tens o dom de escrever belos textos!
    Raoni Bertrand Leivas

    ResponderExcluir