Seguidores

terça-feira, 13 de setembro de 2011

UM CERTO JOÃO MADURO

Para amadurecer careço 
De muito pouco:
 Deitado à sombra sagrada
Do meu pé de graviola, 
Dê-me uma enlaçada todo dia,
Que eu cerco o mundo 
Num instante, ligeiro,
Só pra os bichos não se perderem
Lá da minha terra prometida.
João Ludugero
Para reverdecer careço 
De muito pouco:
Quero apenas a sombra do umbuzeiro,
Quero cercar-me de flor e colibris
Quero um cajueiro em flor, 
Flor-essência em poesia.
Quero maturi,
Ou seja, o começo
Do caju ainda novo, 
Ou, propriamente, 
A castanha verde, grande e mole 
Do caju antes do desenvolvimento 
Do pedúnculo, 
Antes da maturidade.
Quero colher e ser colhido,
Tal qual manga madura no pé,
Ser apanhado feito caju e castanha
De manhãzinha, enchendo bacias. 
Quer ver eu dar rasteira no banzo,
Basta me dar uma tigela de leite azedo, 
Um prato de coalhada com mel e sequilhos. 
Na verdade, peço muito pouco. 
Rapadura, feijão e farinha 
E uma hora de rede na tarde amena
Preciso de nada mais não!
Deitado à sombra sagrada
Do meu pé de graviola, 
Dê-me uma enlaçada todo dia,
Que eu cerco o mundo 
Num instante, ligeiro,
Só pra os bichos não se perderem
Lá da minha terra prometida
A que chamo com galhardia
De minha Várzea das Acácias!

25 comentários:

  1. Bom dia...e para ser feliz e amadurecer, nao precisamos muito mesmo, basta ter onde da chuva se esconder, um cobertor quente, uma comida fresquinha e boa companhia, mesmo que seja, da familia...Bjin

    ResponderExcluir
  2. Todos nós carecemos de muito pouco só que nunca nos contentamos e o resultado é esta sociedade sedenta de Ter sempre mais e mais; ficam para tras os amigo, os amores...a vida. Já alguém dizia: "para se ser feliz só é preciso ter o suficienst". Quem dera que interiorizassemos que ter o suficiente é o bastante. Beijinhos e parabéns.
    Emília

    ResponderExcluir
  3. Marta Lúcia Boaventura14 de setembro de 2011 05:44

    João, me sinto tão feliz em vir aqui te ler!!!
    É muito gratificante poder entrar no seu site e me enveredar na sua poesia mais que aconchegante! Adoro muito tudo isso... És único!!!
    Beijaço.
    Marta Lúcia Boaventura,
    Poetiza.

    ResponderExcluir
  4. Ó poeta menino maduro... TE AMO, viu?
    Que texto mais gostoso de ler e reler.
    Vim aqui te dar um beijo enorme no coração.
    Bom dia, vida! Bom dia poeta!
    Saúde, muita saúde!
    Lena Paniago Leme,
    Brasília.

    ResponderExcluir
  5. Caríssimo João Ludugero,
    Bom dia! Grande menino maduro!
    Seu texto é mesmo sensacional, nota dez mil!
    Sou teu fã de carteirinha.
    Porque cada dia és mais surpreendente com tua poesia.
    Gosto de tudo isso, dessa coisa reverdescente!

    Abraço,
    Ramón Zanoni de Castro Kobun.

    ResponderExcluir
  6. Que delícia de vida!
    Que delícia de texto, que maravilha é viver tudo isso!
    Gosto demais da sua forma de poetizar.
    Muitos abraços e saúde! Paz e bem.
    Heitor Vilanova Canabarro,
    Viçosa - MG.

    ResponderExcluir
  7. FANTÁSTICO, FANTÁSTICO!
    MUITO, MUITO BOM!
    COMO SEMPRE, UM GRANDE TEXTO, MADURO DE REVERDECER...
    É ISSO... FORMIDÁVEL SEU JEITO DE FAZER POESIA.
    PARABÉNS!
    THIAGO RAONI MENDES.

    ResponderExcluir
  8. E esse pouco as vezes é tão difícil de adquirir, adorei o poema, lindo , beijos

    ResponderExcluir
  9. BOM DIA APRESSADINHO!
    Esse menino é folgadoooooooooooooooooooooooooo
    Tú ainda me conheces?

    ResponderExcluir
  10. Esse poeta é mesmo do balacobaco, folgado e belo! Me permita o elogio, mas te acho lindo por dentro e por fora, todinho lindo!!!! Que beleza de vida a sua! O que precisa mais? Você já nasceu rico! É um ser humano de primeira grandeza, iluminada mente lindo de viver! EU TE ADORO! Seu texto é incrível de bom, sensacional, mesmo! Beijaço.
    Eliane Rodrigues de Salles Coimbra.
    Sou tua seguidora com muito orgulho e admiração.
    A vida bonita tem sinônimo de João Ludugero, um poeta de reverdecer, de cair maduro direto no coração da gente! Até logo!

    ResponderExcluir
  11. Cai, cai, cai aqui no meu coração....
    TE ADORO!
    Dulce Maria Viégas,
    Direito - UnB - Brasília.

    ResponderExcluir
  12. VOCÊ SABE SER GOSTOSO DEMAIS!!!!
    TE CURTO DE MONTÃO!
    Nanny Veronezzi,
    São Paulo-SP.
    Tua fã número UM!

    ResponderExcluir
  13. Que bom voltar a ler-te! Estive sem net uns dias, agora estou de volta. Grande abraço

    ResponderExcluir
  14. E, depois disso tudo, precisa de mais alguma coisa? Eta vidão de meu Deus!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  15. Reverdecer é preciso...
    Adorei seu poema maduro!
    Aliás, gosto de tudo que escreves.
    Hiper abraço,
    Joel Torquato Mendes,
    Escritor/Jornalista.

    ResponderExcluir
  16. E aí ó poeta maduro da vida, sempre nos reverdecendo com suas palavras bem ditas!
    És o cara. Gosto de ler seus primorosos textos. É o que há de bom e do melhor, com enfoque para a qualidade. És um grande poeta! Abraço.
    Joab Hudson Meira Filho,
    Professor.

    ResponderExcluir
  17. Bom demais da conta! Sua poesia é de categoria. Realmente invejo teu jeito de fazer poesia. Muito, muito bom seu poetizar.
    Cláudio Augusto Vilar Pessoa,
    Escritor.
    Sou teu seguidor.
    Voltarei com mais demora, para te apreciar.
    Seu blog é muito bom. Abraços.

    ResponderExcluir
  18. En este mes te deseo mucho amor
    Y abundante paz muy dentro de tu corazón.
    Te desea tu amiga de Venezuela.
    (¯`v´¯)
    `•.¸.•´
    ¸.•´¸.•´¨) ¸.•*¨)
    (¸.•´ (¸.•´ .•´¸¸.•´¯`•-> ♥Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ SOYPKS Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ♥

    ResponderExcluir
  19. Um poema cheio de cheiros, sabores, cores e vida. Tal qual como a vida deve ser...Vida.
    Bjussss repletos de natureza.
    Sil

    ResponderExcluir
  20. POEMA AUTO-ANALÍTICO, DE BOA SIMETRIA E MUITA SIMPLICIDADE. PARABÉNS JOÃO. ABRAÇOS!
    DEPOIS DE LER O COMENTÁRIO, PASSA LÁ:
    http://thebigdogtales.blogspot.com/2011/09/desejo-de-loucura-total-ou-ode-ao.html

    ResponderExcluir
  21. Tu sabes fazer bem feito, ó poeta maduro do reverdecer!
    Gosto da tua poesia sensata, onde prevalece teu entusiasmado querer viver de verdade, com sentido, com garra e vontade de voar, com os pés no chão! Sorria e acredite na sua força. Eu assino em baixo. És único!!!
    Grande abraço,
    Manuel Vitorino Guerra Mendes,
    Escritor.

    ResponderExcluir
  22. Teu jeito de fazer poesia é mesmo o máximo. Gosto de tua poesia livre e solta, sem medidas. És mesmo um poeta nato. Continue assim, porque continuarás a nos prender, a nos viciar com seus textos tão ricos e aconchegantes.
    Valeu, ó grande menino-poeta!
    Tenhas um ótimo fim de semana!
    Abraços,
    Guilherme Bento Novaes,
    Estudante de Direito - Uniceub
    Brasília - DF.

    ResponderExcluir
  23. BOM DEMAIS DA CONTA! FANTÁSTICO!
    GRANDE POETA!
    GRANDE BLOG. ADOORO!!!!
    CARLA CRISTINA MARABUTO

    ResponderExcluir
  24. Olá Poeta do coração...

    É verdade...lindo este poema, Saudade de um tempo tão feliz,a felicidade se esconde no simples, vivi (tipo) numa "Várzea das Acácias", com cheiros e sabores da natureza..rs
    Mudando a prosa Poeta: você me presentearia com a honra de eu postar no meu blog o teu poema "Cantigueiro" ? Falou com minha alma!
    Caso não possa, tudo bem, compreenderei. Ok?
    Bjs no teu coração.
    Lecy'ns

    ResponderExcluir