Seguidores

sexta-feira, 22 de julho de 2011

BALADA PARA UMA VACA LOUCA - ANTES DE SECAREM SUAS TETAS

Se tiver que chorar,
que chore suas lástimas,
entorne suas lágrimas
aos cântaros,
antes que sequem
seus olhos d'água.
Chore de alegria,
se preciso for,
arremede seus mugidos,
estire a língua aos medos,
refaça-se em bocas e caretas
ou desate a tristeza,
pois mesmo depois
do leite derramado,
o importante é pensar
que a vida continua
e a vaca não morreu,
que está viva,
apesar de agora louca,
e segue outras bermas,
após sair do atoleiro do brejo
com as próprias pernas,
só carecendo, de fato, 
não de um empurrãozinho,
mas de ficar sempre alerta
para não escorregar em corte,
na engorda das barras do dia
ou na calada da noite,
ao deleite de outrem,
nas escancaradas mamatas
dos filhos da outra mãe.

19 comentários:

  1. A isso eu chamo de Poesia! Livre, leve e solta. E o recado é dado, da melhor forma, com requinte, doa a quem doer. Gostei do seu poema à vaca louca que existe em cada um de nós. Só nos resta acordar e partir para o estouro. Mas tudo parece mesmo ser uma questão de instinto. Enquanto isso, as mamatas nos sugam o que é nosso por direito. Que filhos da mãe! A culpa é de quem? Pensemos nisso!
    Abraços,
    Meire de Fátima Bitencourt
    Itamaraty - Brasília-DF.

    ResponderExcluir
  2. Poeta Ludugero,
    Bom dia! Que bom que existem pessoas assim feito você, que pensam e que escrevem coisas assim fortes, precisas, tocantes, de impacto. Gosto disso! Aliás, estais de PARABÉNS, pois seu blog está todo recheado de pérolas. És um grande escritor, acredite. Pelo que li e releio, vais longe, pois teus textos são muito bons, com valia e altamente bem elaborados.
    Tenhas um ótimo fds!
    Rubens Norberto,
    Uniceub - Brasília.

    ResponderExcluir
  3. Je vous souhaite un excellent week-end...
    Bises

    ResponderExcluir
  4. Olá sumidinho :-) tudo bem ai do outro lado da tela? saudades! Prometi que hoje visitaria todos os amigos das ondas, não sei se vai dá, já está anoitecendo kkkkkkk, porisso me desculpe, pois parte do meu coment será no copia e cola. Então primeiramente quero dizer que meu blog principal foi e sempre será minha Ilha e aos poucos fui criando Ilhotas, uma delas o Ostra da Poesia, ele era como uma estação do ano, abria as portas quando do evento Pena de Ouro, após o 5º Pena, que terminou a pouco senti que não poderia mais fazer o Ostra hibernar até o próximo evento, assim, para ele dá apenas uns cochilinhos, semanalmente (nos FDS) vou postar uma poesia de um blog amigo, seguidor, ou que por ai nas ondas me encante, inclusive criei um selo pelo momento... espero que você continue visitando o Ostra e agora não precisa votar, só apreciar a poesia do (a) amigo (a) blogueiro (a). Desejo-te um final de semana com poesia e festa, luz e sorriso. ♥☆Jinhosssssssssssssss♥☆

    ResponderExcluir
  5. Boa, postagem, João, um abraço desde Argentina...

    ResponderExcluir
  6. Acordou com todas as expectativas hoje, rs. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  7. És um poeta e tanto, muito abençoado e que tens o dom de iluminar os recônditos da alma. És um entusiasta, um ser humano do mais alto astral. Tua poesia é doce, impactante, viciante. Adoro vir aqui. Ótimo fds! Saúde e alegrias, muitas. Abraços,
    Helder Caputo Noronha

    ResponderExcluir
  8. Bom demais!
    Quanta inspiração tem esse magnífico poeta Ludugero. Gosto dele e das coisas sensatas que escreve. Ele ao que parece já nasceu com a POESIA na veia, pois é um grande poeta! Sou apaixonado por ele e pelas suas letras. Apaixonado, sim, porque não? Acho até que amo esse cara. E ele nem sabe que existo. Mas a vida é assim mesmo! Quem sabe um dia a gente se esbarra e, quem sabe, seremos bons amigos. Já seria o máximo, pois sou seu fã, desde sempre. E o persigo já faz um tempão.
    Grande poeta, figuraça, um grande estrela de primeira grandeza!
    Abraço,
    Jansen Carlos Villar Gueiros,
    Lago Sul - Brasília-DF.

    ResponderExcluir
  9. Belissimo poema!
    Quanta imaginação e quanta sensatez no que escreve! Gosto muito desse seu jeito escrachado de fazer poesia. Tenho um verdadeiro fascínio por ti, pelas tuas letras benditas. Por isso tanta gente se apaixona por ti, ó poeta Ludu, lindo de viver! És único! Beijocas,
    Lelia Camila Ortega,
    Vitória - ES.

    ResponderExcluir
  10. Poeta Ludu, sem brincadeira, como eu queria ser a sua vaca louca, e você meu touro indomável! Risos. Te adoro, viu? Também sou tua seguidora faz tempo e tenho grande tesão pelas coisas que escreve. Acho muito gostoso o jeito que escreves, uma delícia! Desculpa-me a ousadia: Mas me dá você todinho para mim? Eu tô te querendo, já estais dentro do meu coração... Juro que viciei em você e nem sonhas que existo. Mas "se la vie"! Beijos de sua fã número 1. Ah, sabias que moro em Brasília?
    Edna Viriato Bacchi,
    Engenharia Química - UnB.

    ResponderExcluir
  11. Tudo muito interessante por aqui,
    Gostei muito mesmo.
    E te convido para conhecer meu espaço, caso queira dar uma olhada, seguir..;

    http://www.bolgdoano.blogspot.com/

    Muito Obrigada, desde já.

    ResponderExcluir
  12. De vaca e louco todo mundo tem um pouco! Mas poucos admitem isso. Eu adoro viver, cada dia mais de modo a dar vazão às coisas boas da vida, mas se pintam contrariedades, vou tirando de letra, pois a vida é feita dessas cores. Não lamento, nem choro mais por leite derramado... Cuido logo de arranjar outras vaquinhas para desmamar... Risos! Vai uma, chegam dez! Tem vacas e touros pra gregos e baianos. Chorar leite derramado, pra quê? Longe de mim. Eu quero mais é viver e, logo logo, tenho a teta que quero, na boca e nas mãos. kkkkk!!!!! Adoro!
    Mayra Venceslau Bandeira

    ResponderExcluir
  13. EU JÁ FUI DE LAMENTAR PERDAS, DE CHORAR POR LEITES ENTORNADOS... CANSEI DISSO! AGORA, SE QUEBRA UMA GARRAFA, CUIDO DE COMPRAR OUTRAS CHEINHAS NO MERCADO, E AINDA POR CIMA LONGA-VIDA! PRINCIPALMENTE EUZINHA QUE NÃO SEI FICAR SEM BEBERICAR MEUS LEITINHOS. ADOREI SEU POEMA E JÁ SOU SUA SEGUIDORA. ÉS UM GRANDE POETA E ESCRITOR, CADA VEZ MELHOR COM SUAS PALAVRAS BEM BOLADAS, E ATÉ COM SUAS TESUDAS TETAS!!! GOSTO DISSO DEMAIS! AI, AI, FIQUEI DE TETA EM RISTE!
    VALEU POETA LUDUGERO, ÉS O MÁXIMO! ABRAÇOS,
    ANDRESSA MAIA ALVES,
    LETRAS - UnB.

    ResponderExcluir
  14. Olá poeta!!!

    Vim lembrar-te, que ao seguir o meu blog, vc está concorrendo automaticamente a sorteio de livros dos novos autores, um trabalho de divulgação desta massa esquecida pelas grandes editoras, o sorteio será dia 10/08 de 7 livros; em setembro serão 9. Juntos podemos!!!
    De uma passada por lá para conhecer os livros que serão sorteados, talvez você possa ser uma das contemplados, e desejo que o seja.
    Abraços

    ResponderExcluir
  15. Cara, quanta imaginação! Onde vais buscar tanta inspiração? E a cada dia, cada vez melhor. Vou passar a enumerar seus motes. E a qualidade dos textos: DEZ!!! Saiba que sou teu admirador também, além dessa imensa legião que já te segue. És um cara de muita sorte, de boa pinta e ainda escreves. Pareces um bom partido, principalmente nos dias atuais, onde a maioria só tem rótulos! És um ser de muita luz e beleza, por dentro e por fora. Continues assim, inspirado. A gente é quem ganha com isso! Não mudes nunca, por nada nem por ninguém, pois és uma relíquia, um ser abençoado. TE ADMIRO e não me canso de dizer isso, nem me envergonho de achar outro homem bonito, pois na verdade és um ser humano LINDO!
    Antonio Carlos Belmonte
    (Tony Belmonte - Cineasta).

    ResponderExcluir
  16. Gosto de cada texto que escreves;
    Gosto de cada foto sua, de cada poema, de tudo que inventas, da forma e do modo que dizes tua poesia. Eu queria te tecer todos os elogios, mas não tenho a palavra certa. És muito bom no que fazes. Estou tão feliz por ter te achado na blogosfera! És único, formidável... Abraço do tamanho do seu coração.
    Conceição de Maria Mendonça Fontes,
    Uberaba - MG.

    ResponderExcluir
  17. MARCELO disse...

    Olá, Joãozão, e aí, tu estais podendo e não estais prosa, heim? E aí, de bem com a vida de novo, eu vi, é isso aí, gostei de ver, e agora mandou bem demais.
    Sem comentários! Gostei, estais com uma cara muito boa e com tudo em cima! A gente se fala!
    Ah, tu escreces muito bem. Vou voltar com mais tempo pra ler seus textos. Te desejar boa sorte seria redundância. E isso aí cara!!!
    Abraço,
    Marcelo.
    25 de julho de 2011 07:31

    ResponderExcluir
  18. Rsrsrs, adorei a forma direta que usas, sem rodeios. Muito legal mesmo, parabéns. Adoro o teu espaço e andei meio distante, não é mesmo? Porém agora estou de volta com toda a força. Não suma, tá?

    Beijocas

    ResponderExcluir